Google+ Followers

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Cardeal Scola : o preferido dos progressistas para ser Papa!

Caros ultimamente a figura do Cardeal Angelo Scola , Arcebispo de Milão , vem sendo incensada pelos grandes meios de comunicação.Há informações da France Presse e de jornalistas do La Stampa de um Lobby subterrâneo pela eleição de Scola.

Mas por que ele seria o candidato do progressismo internacional??

O Cardeal Scola é conhecido por defender temas como :

1- Aconfessionalidade do Estado ( doutrina condenada por Leão XIII , PIO IX , PIO X , PIO XI )

2- Liberdade religiosa nos moldes liberais.

3-Mestiçagem das civilizações - dentro disso se revela um apologista da mistura entre oriente e ocidente em termos civilizacionais( Ou seja Scola não é afeito a visão de que a civilização cristã ocidental é superior as demais ) 

4- União das religiões nos moldes da ONU ( Para isso ele fundou a Revista Oásis que divulga esse idela de união cristão - judeu - muçulmano ...em 2007 Scola foi a Onu fazer conferencia sobre isso na qual dialogou com Seyyed Hossein Nars, professor da Universidade George Washington, conhecido membro da Tariqa , sociedade esotérica islâmica , que também participou do evento).

Scola seria um desastre por várias razões :Milão é um dos redutos mais fortes do chamado "catolicismo democrático" a Milão de Martini e de Tettamanzi, das Acli [Associações Cristãs de Trabalhadores Italianos, ].

A Scola foi negado o sacerdócio, no término do seminário diocesano de Venegono, tanto que, para ser ordenado padre, ele teve que se transferir para Teramo.

Ele lidera um movimento carismático -libertador - progressista qual seja a Comunhão e Libertação. 

O fio condutor da ação de Scola é a oferta aos outros monoteísmos, e ao de Maomé de modo especial, de uma aliança global.Scola tem se esforçado na criação de uma ligação estreita com o islã através do projeto Oasis.Certa vez Scola afirmou que "A "mestiçagem" de civilizações e culturas é uma perspectiva já "muito concreta" perante as ondas migratórias da África subsaariana, que tendem a aumentar e provocadas por "condições de vida insuportáveis". Diante do que está acontecendo, os cristãos, sem "renegar nada do Evangelho", devem estar "entre os outros homens com simpatia", redescobrindo um humanismo cristão aberto "às outras religiões".

Em suma o projeto de Scola é o mesmo da ONU : união e fusão das tradições religiosas numa possível síntese futura.Nada de converter islâmicos , protestantes , pagãos mas tornar a Igreja aberta as falsas religiões.

Scola nega portanto implicitamente o papel autêntico da Igreja Católica : pregar o evangelho e salvar as nações.O projeto eclesial de Scola é a de uma Igreja com a cara do encontro de Assis aberta aos elementos das mais variadas culturas religiosas do mundo ; nesse quadro a Igreja é vista como religião civil , servindo aos fins temporais de uma paz intramundana e puramente terrena.

É INDUBITÁVEL QUE O CARDEAL SCOLA ESTÁ AFINADO COM O DISCURSO E OS OBJETIVOS DA NOVA ORDEM MUNDIAL , DA MAÇONARIA , ETC.

Quem tiver olhos de ver que veja !!!

Voltaremos a este assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário