Google+ Followers

domingo, 7 de janeiro de 2018

Entenda por que Paulo Leitão é mesmo um agente petista!


Resultado de imagem para paulo leitão
Leitão e mais uma 'porcaria' sua: católito pode ser comunista desde que por amor aos pobres!




O "apologeta católico" Paulo Leitão mais uma vez deixa transparecer seu cripto-comunismo. Outrora ele ainda fazia questão de disfarçá-lo sob palavras sutis e explicações "meia-boca" ao mesmo tempo que ostentava um pseudo amor pela tradição, mostrando-se acérrimo defensor do papado e apreciador da missa tradicional. Todavia, toda esta capa de ortodoxia fica cada vez mais frágil na medida em que ele vai fazendo declarações comprometedoras. Já não bastassem sua oposição ao processo judicial contra líderes petistas (aqui, evidentemente, não faremos loas aos erros que a lava jato vem cometendo, nem seremos ingênuos ao ponto de acreditar que Moro e cia são pólos absolutamente impolutos e positivos perante a malignidade petista; ainda que não caiamos neste erro, nem por isso podemos absolver o petismo, do mesmo modo como faz Leitão, como se o PT fosse mera vítima de forças conspiratórias neoliberais) e seu apoio aberto a Fidel Castro( Aqui: http://catolicidadetradit.blogspot.com.br/2017/08/paulo-leitao-assume-que-e-comunista.html), agora Leitão absolve os católicos que aderem ao comunismo ou a algum partido de linha comunista, caso isso se faça por "amor aos pobres"! 

Vejam com os próprios olhos!



Segundo o pretenso "apologeta": 

1- Há exceções para o dogma "Fora da Igreja não há salvação". 

O erro de Leitão é crasso: na verdade não há exceção a tal regra. Todos que forem salvos terão que estar, de algum modo, associados a Igreja Católica. Existe a possibilidade de alguém que não tenha tido a chance de conhecer Cristo e sua Igreja, se salvar? Existe, exatamente pela razão que Leitão alega: ignorância invencível. 

Mas isso significa que esta pessoa não estará ligada a Igreja? Não. 

Caso esta pessoa tenha vivido conforme a lei natural e buscado a verdade com toda a sinceridade e empenho, Deus, por vias só por ele conhecidas, dará a tal pessoa a graça batismal, por caminhos extraordinários. 

Entretanto, isto é um caso excepcionalíssimo. Não podemos nos fiar nisso para não missionar os povos, até por que sabemos que, por mais empenho que alguém tenha, nossa razão está ferida pelo pecado e, sem um auxílio sobrenatural, ela não pode chegar a conhecer as verdades relativas a Deus, necessárias para que tenhamos uma vida condizente com os mandamentos o que é essencial para a salvação. 

Ainda é preciso que se diga que ninguém, mesmo sem chance de conhecer Cristo ou a Igreja, pode se escusar por adorar, em razão de ignorância invencível, deuses falsos, pois São Paulo ensina em Romanos 1, que os pagãos são indesculpáveis por não reconhecerem o Deus único e criador dado que a natureza testemunha sua existência. Assim, um pagão que ignore Cristo pode ser salvo se adorar o Deus Criador e repelir os deuses falsos. Ignorância invencível não se aplica a  capacidade de conceber a existência de um Deus único pois isso pode ser atingido pela razão natural sem auxílio da fé. 

O que é irônico é que Leitão critica Pe. Paulo Ricardo e advoga uma tese muito próxima a dele como mostramos aqui(In: http://catolicidadetradit.blogspot.com.br/2017/02/o-semipelagianismo-do-pe-paulo-ricardo.html)

2- Você pode ser comunista desde que faça isso por "amor aos pobres". 

Pergunta que não quer calar? Onde e em que documento magisterial isto está elencado? Leitão gosta de apresentar-se como defensor do "magistério" contra tradicionalistas que questionam o Vaticano II. Porém fica a questão: onde o magistério diz que podemos ser comunistas por amor aos pobres? 

Segundo: a excomunhão para quem se filie ao comunismo depende de um juízo da Igreja e nunca pode ser automática (latae sententiae). É uma excomunhão "speciali modo" reservada a sé apostólica. 

Leitão além de fazer malabarismos para justificar o injustificável ainda demonstra ignorância em assuntos de ordem canônica. 

Em tempo: nos parece claro qual o seu objetivo; como Lula está prestes a ser julgado em segundo instância, Leitão, como bom petista, já está a aplainar o terreno para legitimar o voto nele, caso o expresidente seja absolvido e venha a disputar o pleito de 2018. O que Leitão quer é dizer aos católicos que votem no PT sem dor de consciência, que endossem o comunismo sem problemas desde que por "amor aos pobres". Na verdade amor aos pobres, desde que bem entendido, levará ao rechaço do comunismo dado que ele não melhorou muito a vida dos mais pobres. A experiência comunista no século 20 é farta destes exemplos. Que esta miragem ainda pudesse iludir alguém por volta dos anos 60 era compreensível; hoje, depois de tudo que veio a baila com a queda da URSS, não é mais possível. Apoiar o comunismo depois disso não passa de malícia extrema, ainda mais se levarmos em conta o que eles fizeram contra a Igreja nos países da cortina de ferro.   

2 comentários:

  1. Quem vencerá essa queda de braço Globalista:

    Olavo de Carvalho ou Paulo Leitão, braço Direito e Esquerdo da Nova Ordem Mundial ?

    ResponderExcluir
  2. Eu já sabia disso já alguns anos, até perdi a conta do ano que 'saquei' que esse malandro é lulo-petista socialista comunista, mas, que adora também o o deus mamon! Poser! (Altimar)

    ResponderExcluir