Google+ Followers

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

A descida de Olavo aos infernos da heresia


Resultado de imagem para Olavo Maçom


Faz tempo que temos mostrado a incoerência do sr. Carvalho com a fé católica - assunto de interesse pois o mesmo se apresenta como um devoto fiel da Igreja ao mesmo tempo que proclama, em alto e bom som, heresias evidentíssimas, enquanto se promove como mestre que pretende forjar a mente de diversos adeptos o que põe em risco a salvação eterna destas pessoas, na medida em que aderem a ensinos condenados.  Embora muitos já tenham despertado da lobotomia feita pelo sr. Olavo, há aqueles que ainda insistem na adesão ao mesmo, o que exige que nós continuemos a dar o devido combate. 

Recentemente mostramos como as suas falas, sobre aproximação ao reino do ocultismo, só podem ser perfeitamente compreendidas se remetidas ao ensinamento de René Guénon no que tange ao angelismo esotérico  e aos estados metafísicos do ser, tal como pensam os perenialistas. Ainda assim alguns loucos e obsedados pela patranha de apresentar o velho astrólogo como um católico ortodoxo insistem em dizer que tudo não passa de um mal entendido. O próprio Olavo tentou desmentir tudo ao alegar que: 

A imagem pode conter: texto


Mas será que ele realmente denuncia o esoterismo? 

Vejamos: ( Ouçam o áudio aqui: http://imperiya.by/video/ojN3za_0wNd/Olavo-de-Carvalho_-MaonariaIlluminatiIslamismo.html)


"Conheço muito católico que está na maçonaria que é bom católico...esses que lutam pela pacificação da maçonaria com a Igreja Católica...eles estão certos" de 00:00 aos 00:20 segundos

"Maçonaria fez muita merda na história mas criou os EUA que são a maior nação cristã da terra...então é um meio a meio...a maior nação cristã do mundo foram os maçons que construíram" de 00:20 a 01:00 minuto

No minuto seis, do áudio acima, Olavo alega que o problema "são os Iluminati; a maçonaria americana não é um problema"

Então a crítica de Olavo e sua denúncia ao Esoterismo é apenas em parte: faz-se a crítica a uma ala da maçonaria e não a ela em bloco. Pacificar Igreja e Maçonaria é, para o mesmo, essencial como vemos aqui: 

"há evidente mistificação em interpretar toda a simbólica maçônica...no sentido de um anticristianismo"- Olavo de Carvalho na p. 237 do Jardim dos Aflições. 


"De acordo com Guénon, a civilização do ocidente se não conseguisse reunificar maçonaria e cristianismo - pequenos e grandes mistérios - restaurando o corpo cindido da espiritualidade tradicional não teria alternativa senão cair na barbárie ou islamizar-se. Como ambas as últimas tendências não cessaram de se fortalecer nas década que transcorreram ao diagnóstico guénoniano, não se sabe aí o que é mais notável: a exatidão da profecia do grande asceta francês ou sua antecipação na alma de Goethe." Olavo de Carvalho na P. 262 do Jardim das Aflições. 

Como ainda podem crer que esse homem, realmente, denuncia o esoterismo? Alguém que distingue a maçonaria dizendo que ela "não pode ser julgada em bloco" - o que é diferente de dizer que ela não tem certas divisões internas; há certas diferenças entre lojas mas, no fundo, existe algo em comum entre elas que faz delas todas, igualmente lojas maçônicas seja pela simbólica que encarnam seja por certas doutrinas gerais que professam - não está a denunciar o esoterismo mas a confundir a mente dos católicos com sofismas sutis. 

Ora, o papa Leão XIII, na Humanum Genus - documento sobre a maçonaria - destaca, no número 13, que: 

"Nos assuntos a respeito de religião que se veja como a seita dos Maçons age, especialmente aonde ela é mais livre para agir sem barreiras, e então que qualquer um julgue se realmente ela não deseja executar a política dos naturalistas. Por um longo e perseverante labor, eles esforçam-se para alcançar este resultado ― especificamente, que o ofício de ensinar e a autoridade da Igreja tornem-se sem valor no Estado civil; e por esta mesma razão eles declaram ao povo e argumentam que a Igreja e o Estado devem ser completamente desunidos. Por este meio eles rejeitam das leis e da nação a saudável influência da religião Católica; e eles conseqüentemente imaginam que os Estados devem ser constituídos sem qualquer consideração pelas leis e preceitos da Igreja."

Em suma: o objetivo da maçonaria é separar o Estado da Igreja e impedir que a mesma exerça influxo sobre as leis sociais. Ora, mesmo que nos EUA não se tenha operado uma perseguição feroz a Igreja Católica como a que fora promovida pelos maçons jacobinos na revolução francesa, lá não vige a união Estado-Igreja desejada e ensinada pelos santos padres; os EUA são um país laico e isso por obra da maçonaria. A laicidade se afasta do ensino tradicional dos papas. Logo, dizer que os EUA são uma nação criada pela maçonaria e, ao mesmo tempo, afirmar que se trata de uma nação cristã - como cristã dado que suas leis não são cristãs mas laicas e liberais? - não passa de uma farsa bem montada mas que, apesar das aparências, não deixa de ser mentira. Olavo desinforma sobre o fato mas está a denunciar o esoterismo? Como alguém denuncia o esoterismo dizendo que os EUA - obra suprema da maçonaria e de seu naturalismo que propugna a separação entre a esfera pública/estatal e a Igreja de Cristo - são uma nação cristã? É claro que isto não passa de mais um engodo do sr. Carvalho que, ao mesmo tempo que diz denunciá-lo, promove a astrologia - a fina flor do esoterismo. Mesmo Guénon denunciou o esoterismo ao criticar a tendência de certas lojas maçônicas que teriam perdido, segundo o mesmo, o seu caráter operativo, virando centros mais especulativos e doutrinais; isso, todavia, não o impediu de ser maçom. Guénon denunciou a baixa magia e o uso do esoterismo para práticas deste tipo preferindo um esoterismo mais metafísico ou filosófico. Ora, denunciar esoterismo não significa nada, dado que Guénon o fez e manteve-se, mesmo assim, dentro do círculo do esoterismo. 

Olavo não se torna um sujeito merecedor da confiança dos católicos pelo simples fato de denunciar elementos do esoterismo.  Até por que, a verve herética do astrólogo, revoltado com as últimas críticas recebidas de algumas personalidades ligadas a Igreja, continua virulenta como podemos ver aqui: 

Anticlericalismo patente

A frase de Olavo - que nega à autoridade da Igreja poder de exigir dos fiéis, fé divina e assentimento aos dogmas,  é condenada pela Lamentabili Sine Exitu do Papa São PIO X, como proposição herética: " Número 7- A Igreja, quando proscreve erros, não pode de maneira nenhuma exigir que os fiéis aceitem seus juízos com assentimento interno."  Dado que Olavo nega que a fé seja adesão ao ensino da autoridade hierárquica estabelecida por Cristo, ele recai na heresia do livre exame. 

Mais uma proposição condenada como herética pela Lamentabili no número 22:  "Os dogmas que a Igreja apresenta como revelados não são verdades caídas do Céu; são uma certa interpretação de fatos religiosos que a inteligência humana logrou alcançar à custa de laboriosos esforços". O dogma não tem mil interpretações mas apenas aquela dada pela Igreja. O que fugir disso é falsa doutrina e não interpretação propriamente dita. O dogma de per si é já uma canonização de uma verdade e sua autêntica e única interpretação depois de debates e controvérsias sobre um tema da fé. 

O bispo de Londrina pode ser excomungado sem ser ouvido mas se alguém disser que Olavo está excomungado por recair nas proposições condenadas pela Lamentabili este comete juízo temerário, como dirá seu séquito; alguém ainda duvida que Olavo criou uma seita que se empenha em fazer contorcionismos pseudo-filosóficos para justificar o que é injustificável enquanto excomunga bispos com uma medida bem menos rigorosa que exige para si quando é julgado?



Quem tiver olhos que veja!

3 comentários:

  1. Os EUA foram criados pela maçonaria como uma nação cristã. Não existe nada de contraditório nisto. A maçonaria é uma ordem de magia que acredita em Deus. A maioria de seus membros são cristãos, embora não sejam pessoas religiosas pois nem sempre os ritos combinam com o esoterismo. A maçonaria é uma coisa, a Igreja é outra, mas ambos concordam que o cristianismo deve prevalecer sobre a Terra.
    As diferenças políticas são algo menor. Veja mais sobre as crenças da maçonaria aqui http://carlosliliane64.wixsite.com/magiaeseriados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ledo engano, a maçonaria não é cristã é anticristã, pois suas bases e planos ocultos estão em destruir a Igreja Católica a única fé e igreja cristã. Foi organizada por judeus ligados ao Talmud. Usaram o protestantismo a França e a Alemanha para seus intentos.
      Há quase cem anos usam os EUA e através dessa nação conseguiram implantar Israel, de novo, no Oriente Médio, bem como planejam a construção do segundo templo judaico. A maçonaria é o próprio Anticristo e desde o Vaticano II também encontra-se sentado na cátedra de Pedro, ou seja, no Vaticano.

      Satã, a sinagoga e a maçonaria buscam seus desígnios com um sucesso que, sem dúvida, parecerá, num certo momento, realizar-se completamente, porém, o Soberano Senhor de todas as coisas espera-o neste dia para realizar o que o rei Davi viu e ouviu há trinta séculos. Leia o Salmo 2.

      "Lúcifer não é o rival , ele é o escravo do Altíssimo" (Donoso Cortez)

      http://www.liberius.net/livres/A_conjuracao_anticrista_(tomo_1)_000000664.pdf

      Excluir
  2. Boa noite blog Catolicidade. Gostaria se pudessem de me indicarem uma boa bibliografia sobre a história do Brasil sejam de autores antigos e novos. Desde já agradeço pela resposta.

    ResponderExcluir