Google+ Followers

sábado, 26 de outubro de 2013

Manifestação "pacífica" e vandalismo : duas faces da mesma moeda !!!



Manifestação "pacífica" do MPL em SP !

Já virou clichê global, nas coberturas das manifestações pelo Brasil durante este ano de 2013, fazer a distinção – FORÇADÍSSIMA- entre manifestantes “pacíficos” e vândalos.
Ontem ( Sexta feira dia 25/10 de 2013 ) não foi diferente.Depois de militantes do Movimento Passe Livre se concentrarem no centro da Cidade de São Paulo para protestar contra as catracas e exigir o fim das tarifas de trem, metrô, ônibus, etc, começaram os atos de vandalismo.
A Globo no entanto diz em sua cobertura que a manifestação começou “pacífica” mas acabou como sempre invadida por mascarados que deram início ao quebra- quebra geral.
Será mesmo ? Pois bem vejamos : os manifestantes ditos “pacíficos” fizeram um ato onde incendiavam uma catraca de papelão gigante criada para o seguinte fim : simbolizar o que eles desejam fazer, ou seja, quebrar , incendiar e eliminar portanto todas as catracas.Não conseguir ver a relação direta entre o ato simbólico de queimar uma catraca de papelão e a ação de vandalismo é sintoma claro de manipulação e desinformação dos fatos.Não era preciso sequer que um jornalista viesse decifrar a ligação entre uma coisa e outra para o grande público : a apresentação das imagens falam por si mesmas.No entanto a Rede Globo, passando por cima da obviedade das imagens, mais uma vez recorre ao clichê de que existiu uma primeira manifestação pacífica e só depois de terminada esta é que começou a manifestação violenta, regida por outros indivíduos estranhos ao movimento pacífico dos contra catracas.
O engraçado em tudo isso é que nunca vemos sequer uma nota de repúdio dos líderes das manifestações pacíficas contra o vandalismo.Seria de esperar isso já que se diz que eles são pacifistas! Mas não, nada disso acontece!
Por que a Rede Globo desinforma a população dessa maneira? Maquiavelismo puro e simples? Isso e mais.A Rede Globo enquanto canal de TV existe graças a uma concessão do governo e quem  manda no Brasil desde 2003 é o PT.Nada que desagrade de modo direto ao PT será noticiado na TV Globo por que isso poderia, num futuro não tão distante, fazê-la perder, senão a concessão, certas benesses do governo.Num momento em que ela enfrenta a concorrência com a Rede Record isso não seria nada bom.E o MPL é financiado pelo PT via lei Rouanet.Falar mal dos manifestantes do MPL seria colocar em xeque o plano petista para o Brasil, qual seja o de lançar as massas as ruas, incentivando a manifestação de suas insatisfações para depois disso sair com um plano mirabolante de salvação social onde buscará impor a “solução” marxista ao Brasil.A Globo busca, nesse cenário que se aproximaria do que aconteceu na Venezuela com o regime de Chavez, se safar de uma possível estatização ou intervenção do governo  mostrando sua fidelidade ao regime.
Por outro lado a adesão cega do jornalismo global ao direito democrático de manifestação não é capaz de distinguir o que é manifestação espontânea do que é armação partidária ou talvez se valha da idéia de que a manifestação é do povo para, de certo modo, esvaziar a pauta dos movimentos sociais ligados ao PT, Psol, Pstu, etc de forma indireta sem deixar as claras ao PT ( Isso considerando que a Globo não esteja completamente a serviço do poder.Embora seja inegável sua subserviência ao governo ainda não consigo admitir que entre a Globo e o PT existe uma absoluta convergência de valores e objetivos políticos).Observando o uso político que partidos estão fazendo das manifestações  para imporem suas pautas no lugar das do PT - basta ver algumas propagandas televisivas por aí : um partido em questão( se não me falha a Memória o PR)  exalta, em sua propaganda partidária,  as manifestações que qualifica de populares e as vê como via para alavancar sua plataforma política criticando o governo Dilma sutilmente – não é impossível que a Globo pretenda -ao mesmo tempo que exalta as manifestações em si mesmas tentando forçadamente associá-las ao povo e ou a seu interesse - desvinculá-la das pautas mais radicais seja dos líderes do MPL , seja da ala bolchevique do PT ou dos anarquistas encapuzados.
A reportagem sobre a manifestação referida acima pode abrir essa perspectiva de interpretação : embora a Globo não associe o MPL ao vandalismo, dedicou, no bojo de sua reportagem, mais tempo para  a agressão a PMs de SP e para retratar a indignação popular que se fez notar quando trabalhadores percebem que o sistema de transporte para na hora do rush deixando multidões sem ter como voltar para casa por causo dos “vândalos”.
O fato é que seja lá o que pretenda a Globo imagens falam mais que mil palavras : as fotos publicadas no site do MPL SP deixam claro sua ligação com o vandalismo :



 Vemos aqui nesse cartaz do MPL- que convoca para a semana de lutas pelo passe livre durante 21 a 26 de outubro de 2013-  uma catraca sendo incendiada, uma catraca real não simbólica ! Se isso não é estímulo aos atos de vandalismo o que é ? Não importa se militantes do MPL estão diretamente ligados aos atos de vandalismo ou não : as idéias do MPL e sua maneira de propagandear sua causa são instrumentos que viabilizam o vandalismo por lhe fornecer a justificativa moral para a destruição do sistema de transporte que está aí.

O MPL portanto é culpado direto pelo vandalismo.











Nenhum comentário:

Postar um comentário