Google+ Followers

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Por que eu prefiro a missa de São Pio V ?

Caros amigos , quero inaugurar este espaço de reflexão sobre temas variados a luz da fé explicando o  motivo de ter adotado faz alguns anos a missa na forma extraordinária do rito latino ou a dita MISSA DE SÃO PIO V TAMBEM CHAMADA DE MISSA TRIDENTINA.

Quando entrei pela primeira vez em contato com ela tive um choque : estava acostumado com o ritmo frenético da missa nova tal como celebrada aqui no Brasil - com muita guitarra , bateria , teclado , musicas de cunho pentecostal , danças , palmas , abraços , coerografias.Estava enredado pelo estilo "Pe. Marcelo Rossi" : missa para mim era emoção , choro , oração em línguas , etc.Mas algo começou a despertar em mim em torno de 2006 - 2007 : via a terrivel crise de fé pela qual passava a Igreja , crise tão bem explicada pelo então Cardeal Ratzinger em sua entrevista de 1986 a Vitorio Messori  "Eis por que a fé está em crise".Tinha acabado de sair do seminário onde eu tive contato direto com a crise: professores em geral pagos para ensinar aos futuros sacerdotes uma outra doutrina diferente daquela ensinada pela Igreja.

Foi aí que eu me dediquei ao estudo mais aprofundado da Tradição e da doutrina da Igreja e também de sua liturgia.Quanta coisa descobri; uma delas foi que a missa show made in brasil não era a missa da Igreja, a do missal; depois descobri que a missa nova mesmo legítima e válida não era tão rica de sinais e verdades dogmáticas expressas ritualmente quanto a missa dita tradicional.

Descobrindo essa riqueza me apaixonei por ela: pois ela expressa muito melhor o sacrificio de Cristo cuja renovação se dá no altar a cada santa missa.Dias desse lendo sobre a missa tradicional em relação a nova descobri uma coisa muito interessante: o novo missal suprimiu diversas referências a verdades de fé na nova liturgia de Paulo VI : ao inferno e ao diabo (na missa dos defuntos e de São Camilo , São Nicolau , no 17 domingo depois do pentecostes , etc); ao pecado original ( na coleta de Cristo Rei ) ; a penitencia ( Coleta de São João Maria Vianney , da quinta feira depois das cinzas); ao desprezo das coisas da terra ( coleta de São Francisco de Assis , pós comunhão do 2 domingo do advento , secreta do 3 domingo após a páscoa) ; a necessária satisfação pelos pecados ( coleta da festa do Sagrado Coração de Jesus ) aos inimigos da Igreja ( coleta da festa da Exaltação da Santa Cruz , coletas de São PIO V e São João Capistrano ) ; aos perigos do erro ( oração da sexta feira santa pela conversão dos hereges e cismáticos ) e aos milagres dos santos ( coleta de São Nicolau , São Francisco Xavier , etc).

Descobrir a missa tradicional foi descobrir a fé em toda sua grandeza.Foi como sair de uma falsa religião (que parasita a igreja católica desde dentro)fundada no prazer psicológico e no sentimento ,confundido com espiritualidade, e conhecer de verdade o que é ser católico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário